ODONTOPEDIATRIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES


ODONTOPEDIATRIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES

O profissional que trabalha com Ortopedia Funcional  dos  Maxi-lares não olha para a boca ou para qualquer outro elemento do Sistema Estomatognático (SE) como um órgão isolado. Todas as funções do Sistema (mastigação, deglutição, respiração, fonoarticulação) estão interligadas e interferem no desenvolvimento da face em geral e das arcadas dentárias em particular.

É importante salientar que o desenvolvimento das estruturas faciais não seguem um inevitável padrão de crescimento. A direção do crescimento pode ser mudada permanentemente pela aplicação de estímulos que induzam a mudanças no relacionamento entre tecidos duros e músculos, modificando as posições dentárias com consequên-cia.

Quando colocamos um aparelho ortopédico, ocorre alteração na postura mandibular. Essa mudança alterará toda a direção da força muscular e, quando o paciente estiver usando o aparelho, os movimentos mandibulares ocorrerão da forma que foram previstos na construção do aparelho. Antes de realizar qualquer mudança na forma, o aparelho estará mudando a programação proprioceptiva a nível do Sistema Nervoso Central, dando novas informações sobre postura mandibular. A alteração primeiro postural e na fisiologia muscular obtida pela OFM (Ortopedia Funcional dos Maxilares) numa criança em crescimento torna-se definitiva a nível esquelético.

 

         "A Função faz a Forma e a Forma propicia a Função"

O Objetivo da OFM é criar equilíbrio entre forma e função. Um equilíbrio dinâmico e, por isso mesmo, estável, propiciando saúde e qualidade de vida. É esta a visão holística do ser humano que nós, profissionais da Ortopedia Funcional dos Maxilares, acreditamos.

 

Dra. Rosane Guerra Brum - CRO/RS 5669

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

11 jan 2017


Por Rosane Guerra Brum
Anuncie